Brasil e a terceirização: trabalho demais, dinheiro de menos

Sem respeitar as conquistas históricas dos direitos trabalhistas, a Câmara dos Deputados aprovou, na noite de quarta-feira (22), o Projeto de Lei 4330/2004 que amplia para todos setores da economia a terceirização do emprego, autorizando as empresas a contratarem prestadores de serviços sem vínculo trabalhista direto.

Os 40 parlamentares da bancada evangélica que votaram a favor da PL 4430, acredita que a terceirização garantirá maior especialização dos profissionais de cada área. Mas, não é bem assim. Terceirizar os setores econômicos retira os direitos dos trabalhos e precariza o emprego. Keep reading →