Tire sua ideia do papel com financiamento coletivo

Colaboração, ideias criativas e plataformas digitais. Com isso chegamos ao Crowdfunding.

O mundo está cheio de pessoas com excelentes projetos, mas nem todas conseguem financiar suas ideias. O financiamento colaborativo, também, conhecido como Crowdfunding, é considerado metodologia complementar de levantamento de fundos para a viabilização de projetos.
 
Destaco aqui algumas falas importantes, fazendo algumas observações, para que você se aproxime mais do debate de financiamento coletivo :

O crowdfunding é ideal para pessoas não famosas, mas com algum público considerável (Peter Sunde,Flattr.com)

 

Isso significa que é mais Crowd (multidão/coletivo) do que funding (financiamento). Digo isso, porque quando colocamos uma ideia para ser financiada, vai depender MUITO de sua rede de contatos e articulação.

O financiamento coletivo é a revolução da participação, um novo paradigma de responsabilização: eu sou, eu me importo e eu financio o que quero ver acontecer (Felipe Caruso, Catarse)

 

Ou seja, crowdfunding não é esmola! Se isso passou pela sua cabeça, esqueça! As pessoas vão investir naquilo que elas realmente querem ver acontecer.

 

O que diferencia é nossa agilidade. Um projeto realizado com financiamento público tem trâmites que duram anos. Nossas campanhas duram 60, 70 dias (Ana Ly, Variável 5)

 

Alguns processos de financiamento são burocráticos, como os editais. O financiamento coletivo permite maior velocidade, dinâmica simples, de fácil execução, linguagem mais acessível.

crowd

 

Estamos nos posicionando não como uma tendência, mas como uma realidade (Bernardo Obadia, Bookstar)

 

Só o Catarse, maior plataforma de financiamento coletivo do Brasil, arrecadou cerca de R$ 1,5 milhão. Em 2014 fechou o saldo com R$ 11,9 milhões e o número de apoiadores subiu de 14.494 para 89.560. De acordo com o The Crowdfunding Center , em todo o mundo, crowdfunding arrecada US$ 2 milhões por dia, ou seja, em torno de R$ 6 milhões. Isso é o equivalente a US$ 87 mil por hora, ou US$ 1,4 mil a cada minuto.

catarse

Parece a solução para os nosso problemas. Mas calma! É necessário fazer um planejamento antes de colocar seu projeto numa plataforma de financiamento coletivo.

Primeiro pense e planeje algumas coisas como:

1. Quais são as vantagens e desvantagens do Crowdfunding para o meu projeto?
2. Por que as pessoas iriam contribuir para que minha ideia saia do papel?
3. Qual a melhor plataforma de financiamento para o meu projeto?
4. Quais materiais irei utilizar na campanha?
5. Quais serão as recompensas para os meus apoiadores?
6. Qual será minha meta?
7. Quem são meus potenciais apoiadores?
8. Como irei divulgar minha campanha?

Sobre os potenciais apoiadores, posso dar algumas dicas. Sempre se pergunte por que alguém doaria para seu projeto. Alguns motivos são:

1. Conhece a pessoa que criou a campanha
2. A campanha deixou a pessoa comovida
3. A pessoa tem dinheiro e quer contribuir porque acredita na ideia
4. Já faz parte da tradição familiar fazer doações
5. Quer ser coautora/cocriadora do projeto
6. Quer se sentir útil ajudando alguém

Gostou? Então vamos conversar sobre financiamento coletivo. Chama aqui: Tire sua ideia do papel