Por que o Circuito Rolezinho está no caderno de “Tendências de Mercado” do Jornal A Tarde?

Recentemente eu, Luma Nascimento e Yasmin Reis, realizamos a primeira edição do Circuito Rolezinho, iniciativa de produção para construção de novas narrativas, através de diferentes linguagens.

Os três pilares de atuação do Circuito Rolezinho são:

1. MODA: Apostamos e acreditamos no slow fashion, ou seja, reutilização das peças, compartilhamento das roupas e compras em brechó. Por isso, em cada edição haverá brechó. Assim exercitamos a moda sustentável e consumo consciente e convidamos o público a fazer o mesmo.

2. AUDIOVISUAL: Haverá também exibição de filmes. A ideia é facilitar o acesso à obras audiovisuais, sobretudo, aumentar o interesse do público em cinema nacional.

3. POLÍTICA: O Circuito Rolezinho compreende que o fervo é político. A festa, o tombamento, o lacre é político, porque a estética é como nos apresentamos socialmente. Mas também é importante lembrar que nem todas pessoas que assumem seus cabelos crespos naturais estão preparadas para enfrentar o racismo, machismo e sexismo. Por isso teremos espaços de debates, antes da festa começar.

Antes da primeira edição acontecer, apresentamos o projeto durante o lançamento do Vale do Dendê, uma holding social que conecta, potencializa e associa-se a empreendimentos culturais e inovadores, preferencialmente liderados por mulheres e afrodescendentes, visando transformar a cidade de Salvador na capital criativa do Brasil.

E hoje, 25 de dezembro de 2016, Natal, abrimos o Caderno de “Tendências de Mercado”, do Jornal A Tarde e encontramos o Circuito Rolezinho e o Vale do Dendê juntos.

vale
Jornal A Tarde – 25/12/16

E algumas pessoas enviaram mensagem perguntando por que o Circuito Rolezinho estava no caderno de “Tendências de Mercado” e não no Caderno Cultural. Bom, vou explicar.

  1. Além do caráter cultural que a iniciativa tem, é importante lembrar que as atividades culturais geram renda e promovem inclusão social, principalmente entre jovens. E é isso que fazemos. Pensamos na produtividade na cadeia de valor.
  2. Compreendemos que é muito mais importante reconhecer as necessidades e criar soluções, do que criar demandas de consumo. Por isso, o evento conta com mais de 10h de programação para pensar em soluções possíveis na área de moda, audiovisual e política.
  3. Entendemos que a sustentabilidade engloba a relevância, a qualidade e a organização do projeto, além da relação entre o projeto e o público. Ou seja, a sustentabilidade está relacionada com a legitimidade e credibilidade frente à sociedade e os recursos financeiros são consequências disso.

RESUMINDO:

O Circuito Rolezinho atua no desenvolvimento socioeconômico através de ações culturais, pensando no valor compartilhado. Ou seja, pensamos no progresso social e econômico realizando ações para impacto social através da cultura.